Será que o tipo de madeira ou o uso de outros material podem afetar o timbre de uma guitarra? É isso que nós vamos descobrir neste artigo.

O uso de materiais não tradicionais na construção de instrumentos vem crescendo nos últimos anos. Atualmente, existem guitarras fabricadas com as mais diversas espécies de madeira, plástico, fibra de carbono e, até mesmo, com polímeros impressos.

Mas como esses materiais afetam o timbre? Alguns defendem o uso de madeiras tradicionais (as tonewoods), outros defendem que não há diferença alguma e preferem inovar na fabricação de instrumentos.

Experimentos

Você compraria uma guitarra fabricada a partir de madeira compensada? Não? A verdade é que muitos torcem o nariz para esse tipo de material. Contudo, isso não impediu que as guitarras da Danelectro caíssem no gosto de grandes guitarristas como Jimmy Page e Pete Townshend.

Antonio de Torres, um famoso luthier espanhol (conhecido por ser o pai do violão moderno), chegou a construir dois violões fabricados com papier-maché (que é uma massa feita com papel picado embebido na água, coado e depois misturado com cola e gesso). O resultado? Os violões de papel soavam iguais aos violões fabricados com materiais mais tradicionais.

Duvida? Ouça o vídeo abaixo, estrelado por uma réplica dos famosos violões de Torres:

Dê atenção ao som, não à publicidade

A indústria de instrumentos musicais sabe fazer uma coisa: vender instrumentos musicais. E, para vendê-los, lança mão de diferentes táticas. Uma delas é a espécie de madeira: o mogno apresenta os melhores graves, o maple traz brilho e definição ao timbre, o jacarandá é a melhor madeira para escalas… tudo para ajudar a vender guitarras.

Contudo, ouvir as nuances entre os diferentes tipos de madeira (tonewoods) utilizados na fabricação de instrumentos é como apreciar um vinho: alguns dirão que sentem notas de frutas vermelhas, café, baunilha, maçã, pera… mas todos nós sabemos que o vinho é feito apenas com uvas. O resto são associações subjetivas.

A madeira afeta o timbre da guitarra?

A madeira realmente afeta o timbre das guitarras?

Em resumo, sim.

Mas antes que você saia por aí dizendo que cedro soa melhor do que marupá, ou que ash é soa completamente diferente do que alder, eu preciso dizer que a influência é tão sutil que acaba sendo mascarada por outros fatores, tais como os captadores e o amplificador usado.

A verdade é que a madeira é um dos componentes fundamentais da criação do sinal sonoro em uma guitarra; madeira e cordas formam um sistema vibratório que funciona como um todo, alterando as frequências. Todavia, a diferença audível é quase insignificante, ainda mais que, na vida real, as guitarras não são testadas em ambientes laboratoriais controlados. A quantidade de cerveja que um guitarrista bebeu antes de fazer um show tem um impacto muito maior no timbre da guitarra do que a espécie de madeira que compõe o seu instrumento.

Em resumo, a madeira utilizada na construção da sua guitarra possui, sim, um papel fundamental: o peso do instrumento, o visual, o tato e até o cheiro dependem dessa escolha. De resto, a diferença é praticamente imperceptível.


Siga a #Tag guitarra.

Sobre o Autor

Guitarra Club

Bem-vindo ao Guitarra Club, um blog para os apaixonados pelo mundo dos instrumentos de cordas. Dicas, notícias e testes para guitarra, baixo e outros.

Ver Todos os Artigos