Tocar guitarra ou baixo pode parecer muito difícil para quem está começando a aprender o instrumento. Se você cresceu com uma forte cultura musical e a presença de músicos na família, talvez o início da jornada seja diferente. Mas para aqueles que nunca tiveram uma primeira apresentação a uma guitarra ou a um baixo, tudo pode parecer muito… intimidador. CLARO! Isso não significa que você deva jogar a toalha e desistir, pelo contrário: é superando obstáculos que crescemos na vida e na arte.

Hoje explicaremos algumas maneiras de começar com o pé direito a mão direita.

Você pode aprender a tocar errando

Pode ser clichê, mas isso não deixa de ser verdade: é errando que se aprende. Por isso, não tenha medo de errar ou de parecer desajeitado no início. Começos são particularmente desafiadores, inclusive para quem está recém começando (ou até mesmo voltando) a tocar um instrumento.

Deixe de lado essa ansiedade negativa e essa cobrança excessiva. Aprenda e erre no seu ritmo. Curta a jornada de aprendizado. Tenha paciência. Quando você perceber, estará tocando melhor e com mais confiança do que jamais imaginou. Mas tenha em mente: para a grande maioria de pessoas isso leva tempo e muita dedicação. Não é por que você conhece um primo de um amigo que era virtuose aos nove anos de idade que todo mundo tem que ser. No seu tempo… no seu tempo.

Este é um método útil para todos os segmentos da vida. É um método lento – eu sei – que envolve tentar deliberadamente sem nenhuma direção. Se você acha que tem um bom ouvido musical e uma predisposição para a música, esse método pode ajudá-lo a pular algumas etapas do seu caminho de estudo. Tente pegar o seu novo instrumento, pressione as cordas, forme acordes e ouça como eles soam. Eles parecem ruins? Mude de posição, tente novamente. Muitas pessoas desenvolveram seu próprio estilo confiando apenas em si mesmas. Se, por outro lado, você preferir o caminho bem definido, busque por um professor ou por aulas online.

Tablatura de guitarra.

Tablaturas

Guitarristas aspirantes querem apenas uma coisa no começo: aprender alguns acordes e tocar aquela música que não sai da cabeça. Ao se depararem com algumas letrinhas (C, D, E, F, G, A, B) o desespero toma conta. Isso porque é exatamente nessa fase que os acordes entram em cena, agrupamentos de notas que transformam uma palhetada em uma música. As tablaturas são intuitivas: o que você vê na tela (ou papel) é o que vê olhando para o instrumento (exceto os canhotos). Basta escrever ‘tablaturas de guitarra’ (ou ‘tablaturas de baixo’) no Google para encontrar milhões de sites especializados. Você também pode imprimir um pôster com os acordes mais usados na música popular e pendurar na parede, que tal?

Obs.: aprender a ler tablaturas não significa saber ler uma partitura – talvez você nem queira saber ler partituras (muitos músicos profissionais não sabem).


Para músicos experientes: como foi para você começar a tocar? Em retrospecto, o que você acha que ajudou mais? Deixe alguns comentários para ajudar os novatos que leem este artigo. Abraço!


Sobre o Autor

Guitarra Club

Bem-vindo ao Guitarra Club, um blog para os apaixonados pelo mundo dos instrumentos de cordas. Dicas, notícias e testes para guitarra, baixo e outros.

Ver Todos os Artigos